Brasil será sede, em 2018, do oitavo Fórum Mundial da Água

0
154
Newton Azevedo/Divulgação

O Brasil está se preparando para receber em abril de 2018, o oitavo Fórum Mundial da Água, organizado pelo Conselho Mundial que reúne 70 países em encontros a cada três anos. No evento são discutidos assuntos como o reaproveitamento de efluentes domésticos, melhor aproveitamento da água, menos desperdício, ampliação da utilização das tecnologias e meio ambiente em geral.

Cada um desses fóruns tem recebido a presença de dezenas de milhares de técnicos e integrantes de um sem número de governos. O último deles, realizado em 2015, em abril, na Coreia do Sul, registrou uma participação superior a 40 mil pessoas e a presença de nove chefes de Estado.

Segundo Newton de Lima Azevedo, governador no Conselho Mundial da Água e conselheiro da Abdib, na América do Sul, excetuando o Chile, onde a população tem água limpa em suas torneiras e os esgotos são tratados, todos os países padecem das mesmas “enfermidades” que enfrentamos aqui: pouca utilização das modernas tecnologias, enorme desrespeito ao meio ambiente, desperdício de água potável, excesso de instituições definindo os destinos do setor e ausência de uma política única e integradora para essa área.

“As providências para a construção de um bom sistema já são conhecidas; por isso muitos especialistas em água e tratamento de esgoto abraçaram a ideia de que não há mais novidades a serem discutidas. É preciso apenas decisão política dos governos para implantar o que já existe”, conclui Azevedo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui