BNDES prevê contratação de R$ 30 bilhões em financiamentos neste ano para infraestrutura

0
162

A previsão de contratação de financiamentos de projetos em infraestrutura pelo Bndes (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) deve chegar a R$ 30 bilhões, neste ano, enquanto os desembolsos devem bater R$ 23 bilhões, prevê Marilene Ramos, diretora de infraestrutura do banco, em entrevista publicada no jornal O Globo. No ano passado, conforme a publicação, o banco registrou aumento de 26% nos financiamentos contratados, alcançando R$ 19,45 bilhões. Os  créditos liberados para projetos aprovados subiram 13%, para R$ 19,83 bilhões.

Em 2018, transporte (logística e mobilidade urbana) e saneamento devem render R$ 9 bilhões em desembolsos, ante R$ 6,40 bilhões de 2017, quando o total ficou abaixo dos R$ 8,34 bilhões de 2016. As contratações também encolheram, caindo de R$ 7,16 bilhões para R$ 3,99 bilhões de um ano para o outro. Já no setor de energia, as contratações saltaram de R$ 8 bilhões em 2016 para R$ 15,46 bilhões em 2017. Enquanto os desembolsos avançaram de R$ 9,20 bilhões para R$ 13,43 bilhões.

Banco analisa R$ 2,5 bilhões para a Rumo Logística

 “Apesar da crise, tivemos expansão de novos contratos de financiamento, o que tende a fazer os desembolsos também crescerem. Isso aconteceu sobretudo porque tivemos mais leilões de energia, o que mostra a importância de se manter os leilões regulares para alimentar a carteira de projetos. E isso já começa a acontecer nas outras áreas de infraestrutura. Daí a importância do banco atuar como estruturador de projetos, garantindo a captação de novos contratos”.

Com base na expansão do volume de contratos em carteira, o Bndes estima somar R$ 54 bilhões em financiamentos em 2018 e 2019. Até aqui, o banco já conta com R$ 35,9 bilhões contratados. O restante foi calculado com base no potencial a ser gerado em consequência aos últimos leilões de energia. A principal fatia estaria novamente nesse segmento, de R$ 14,5 bilhões, em projetos nas áreas de geração, transmissão e distribuição. Outra fatia robusta viria da área de logística (rodovias, ferrovias, hidrovias, portos e aeroportos) com R$ 13,9 bilhões.

Transporte e saneamento

Entre os contratos de financiamento que entram neste cálculo, pontuou Luciene Machado, superintendente de Saneamento e Transportes do BNDES, estão, por exemplo, o da Rumo Logística, da Cosan, solicitação de R$ 2 bilhões a R$ 2,5 bilhões em fase final de análise. São considerados também pedido da State Grid para financiar o segundo linhão de transmissão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em torno de R$ 3 bilhões, além de parques eólicos na Bahia, no Rio Grande do Norte e em Minas Gerais, entre outros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui