Brasil vai ganhar transporte de cargas de altíssima velocidade

0
151
Bibop Gresta/ Foto/Divulgação

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) fechou parceria para a instalação, no país, de centro de P&D da Hyperloop Transportation Technologies (HTT). O objetivo é desenvolver sistema de transporte de carga de altíssima velocidade, capaz de atingir 1,2 mil quilômetros por hora. Localizado em Contagem (MG), será o primeiro centro de P&D da companhia no mundo voltado a transporte de carga e logística.

Nesta segunda-feira, o CEO da HyperloopTT, Bibop Gresta, e o presidente da ABDI, Guto Ferreira, assinam, em Brasília, memorando de entendimento para a consolidação da parceria. Antes da assinatura, na sede da ABDI, Gresta fará a palestra “The future of transportation now”.

Gresta é co-fundador e presidente da HyperloopTT, primeira companhia a iniciar o desenvolvimento do Hyperloop, sistema de transporte por tubos, com cápsulas que transportam pessoas e carga numa velocidade próxima à do som. O sistema foi idealizado pelo empresário Elon Musk, dono da Tesla e do SpaceX.

O sistema de transporte da Hyperloop, que funciona sobre plataformas elevadas, foi desenvolvido para funcionar sem o atrito e a resistência do ar, permitindo que as cápsulas se movimentem mais rapidamente que um avião, sem gastar muita energia. As tecnologias envolvidas no Hyperloop são levitação magnética para as cápsulas e bombas de vácuo para tirar quase todo o ar dos tubos.

“A ABDI vai aproximar a Hyperloop de instituições de pesquisa brasileiras para desenvolver tecnologias e alternativas ao nosso sistema atual de transporte de carga, baseado em rodovias, que acarreta num custo elevado para o país. Transporte e logística são gargalos importantes que o Brasil precisa resolver para impactar positivamente o conjunto da economia”, diz o presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Gresta nasceu na Itália e era apaixonado por música e programação de computadores desde tenra idade. Ele fundou a Bibop, S.p.A., uma empresa de produção e distribuição de conteúdo. Em 1999, ele vendeu 40% da empresa para a Telecom Italia por 11 bilhões de liras de TI. Ele esteve envolvido em várias startups e empreendimentos de novas mídias, até se mudar para os Estados Unidos em 2013. No final de 2014, ele fundou a Hyperloop Transportation Technologies, e desde então tem aparecido amplamente como um orador exaltando a tecnologia.

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui