Dnit-RS não tem prazo de conclusão da nova ponte do Guaíba

0
64
Divulgação/Consócio Nova Ponte

Hiratan Pinheiro da Silva, superintendente do Dnit no Rio Grande do Sul, ainda não tem previsão sobre a data de conclusão da segunda ponte do Guaíba, de 7,1 quilômetros de extensão, estimada em R$ 757 milhões.
Assinado em março de 2014 pelo Consórcio Queiroz Galvão/EGT Engenharia, sob coordenação do Dnit,o empreendimento, segundo o edital de licitação, tinha como prazo final setembro de 2017. Entretanto, devido à insuficiência de recursos, a data foi refeita para 2019, o que dificilmente virá a se concretizar.
Além da indisponibilidade de recursos do Ministério dos Transportes, o processo de reassentamento de 998 famílias por meio do programa Minha Casa Minha Vida, a ser financiado pela Caixa Econômica Federal, e a realocação de 33 comércios e instituições ainda não avançaram. Cabe ao Dnit realizar o cadastramento da comunidade, para depois realizar o reassentamento em conformidade com as orientações da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).
Já as atribuições de adquirir quatro áreas para a construção das casas e apartamentos destinados à comunidade impactada são respectivamente da prefeitura de Porto Alegre e do Consórcio Ponte do Guaíba. Com 50% das obras concluídas, o Dnit empenhou até o momento R$ 430 milhões.
Em agosto de 2011, a Triunfo Concepa entregou ao governo federal projeto executivo para construção da nova ponte do Guaíba em troca da extensão por mais 20 anos da concessão da Free Way sem aumento do preço do pedágio. O cronograma de obras, na época, previa o seu início em julho de 2012 e entrega em julho de 2014, ficando para abril de 2015 a construção de todas as alças.  A proposta acabou sendo rejeitada pelo governo federal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui