Edital da Rodovia de Integração Sul (RIS) deve sair em junho

0
268
BR-101/Foto/Divulgação Dnit

Com a aprovação dos estudos de viabilidade da RIS (Rodovia de Integração do Sul) pelo TCU (Tribunal de Contas da União) em 23 de maio, o governo ficou liberado para a publicação do edital de licitação que, provavelmente, será lançado em junho, com o leilão em setembro ou outubro, o que permitiria a assunção da nova concessionária em dezembro.

A SPE a ser formada  passará a administrar a rodovia que faz parte do corredor logístico de estradas federais de 473,4 quilômetros que passa por oito municípios do Rio Grande do Sul.  O trecho da BR-101, de 87,9 km de extensão inicia na divisa da Santa Catarina com o Rio Grande do Sul e termina no entroncamento da BR-290 (Osório).  O trecho da BR-290, de 98,1 km, inicia no entroncamento da BR-101 (Osório) e termina na Ilha do Pavão. Da Br-386, de 265,8 km, inicia no entroncamento da BR-285/377 para Passo Fundo e termina no entroncamento da BR- 470 ( Canoas);  o da BR-448, com 21,6 km de extensão, inicia no entroncamento da BR-116/RS/118 e termina no entroncamento da BR- 290/116.

Com 9,2% ao ano de taxa interna de retorno, correspondente a uma receita bruta de R$ 25,9 bilhões, o projeto previsto pela ANTT estabeleceu o prazo de concessão em 30 anos. Ao total,  somando CAPEX+OPEX,  são estimados  investimentos de R$ 15,1 bilhões .  As obras de ampliação de capacidade estão distribuídas ao longo dos  18 anos primeiros anos de concessão, adotando-se modelo distinto das concessões anteriores, em que os principais investimentos estavam alocados no início da concessão.

As tarifas de pedágio previstas inicialmente, para veículos classe 1 (automóvel, caminhão, caminhonete  e furgão) foram de R$ 7,48 por praça de pedágio. As tarifas ara as demais classes de veículos são obtidas a partir  de fatores multiplicativos, a depender do número de eixos dos veículos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui