Energia solar no Brasil já ultrapassa 300 MW de potência instalada

0
37

Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) anunciou que atingiu um novo recorde de 300 MW de potência instalada em sistemas fotovoltaicos e mini-geração o que inclui a microgeração distribuída, produtores rurais residenciais comerciais industriais e edifícios públicos. A geração fotovoltaica distribuída atinge 300 MW de potência instalada.

Segundo a Absolar, o segmento distribuído de microgeração e minigeração representa mais de 99,4% das instalações do país. Existem também 32.033 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede elétrica, correspondentes a 38.270 unidades consumidoras, um campo que consumiu um investimento acumulado de quase 600 milhões de dólares.

Em relação aos sistemas instalados, os consumidores residenciais representam 76,9% do total, seguidos por empresas dos setores de comércio e serviços (16,2%), consumidores rurais (3,4%), indústrias ( 2,5%), edifícios públicos (0,8%), serviços públicos (0,1%) e iluminação pública (0,02%).

Rodrigo Sauaia, da Absolar, salientou que o crescimento de microgeração e solar fotovoltaica distribuída mini-geração é impulsionado por três fatores principais: a forte redução de mais de 75% no preço da energia solar fotovoltaica junto a última década; o forte aumento das tarifas de energia elétrica dos consumidores brasileiros, pressionando o orçamento de famílias e empresas; e o aumento do protagonismo e da responsabilidade socioambiental dos consumidores, cada vez mais dispostos a economizar, ao mesmo tempo em que ajudam a preservar o meio ambiente.

“Celebramos com otimismo esse passo histórico para a energia solar fotovoltaica no Brasil, com a certeza de que teremos um forte crescimento do setor nos próximos anos e décadas”, afirmou Sauaia. Por estado, Minas Gerais lidera o ranking nacional de microgeração e minigeração solar fotovoltaica distribuída, com 22,9% da potência instalada no país, seguido pelo Rio Grande do Sul (14,5%), São Paulo (12,9% ), Santa Catarina (6,22%) e Ceará (5,84%).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui