Engie Brasil encerra negociações com ingleses para a venda da UTE Pampa e busca outra alternativa

0
54
UTE Pampa em construção/Foto/Divulgação

Em comunicado à imprensa, a Engie Brasil Energia informou que foi encerrado o processo de negociação de venda dos ativos do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (857 MW), localizado em Santa Catarina, e da Usina Pampa Sul (345 MW), em construção no Rio Grande do Sul, com ContourGlobal, sediada em Londres.

Iniciadas em dezembro do ano passado, as tratativas, segundo a Engie, não evoluíram de modo satisfatório. Assim, a empresa optou pela busca de alternativas para a continuidade do processo de descarbonização de seu portfólio.

A UTE Pampa, de 340 MW, está sendo construída na Vila de Seival, em Candiota (RS), com investimentos de R$ 2,5 bilhões. O empreendimento é resultado do leilão de energia A-5, realizado em 28 de novembro de 2014, quando a Tractebel Energia, atual Engie Brasil Energia, adquiriu o direito de operação da nova usina por 25 anos, a partir de janeiro de 2019. Cerca de 80% do cronograma de obras já foi executado.

A Engie, segundo o CEO, Eduardo Sattamini, segue no Brasil a estratégia global do grupo de descarbonização, ou seja, de sair da geração de energia a partir do carvão e de focar o crescimento em fontes renováveis.  “O objetivo é claro: a redução de emissão de CO₂. Por isso, pretendemos nos desfazer dos ativos de geração a carvão e investir em energias renováveis e gás natural, que são complementares, pois a geração flexível a gás, na base, garante o suprimento de eletricidade dada a intermitência das fontes renováveis”, afirmou  Sattamini à Modal em nota por meio de e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui