GE Renewable Energy vai fornecer 144 turbinas para usina eólica da Engie do Brasil

0
237
Foto GE/Divulgação

A GE Renewable Energy fechou contrato com a Engie Brasil (ex-Tractebel) para fornecer 144 de suas turbinas de modelo 2.5-116 para o Parque Eólico de Umburanas (360 MW), no norte da Bahia. As turbinas da GE também equipam o parque eólico vizinho Campo Largo I (326,7 MW), em comissionamento, também de propriedade da Engie.

O potencial da Engie na região de Umburanas e Sento Sé excede 1.300 MW. O site de Campo Largo I, de 326,7 MW, está atualmente em construção e iniciará operações comerciais em janeiro de 2019. Ele criará energia suficiente para alimentar uma população de até 600 mil habitantes. Já o recém anunciado projeto de Umburanas, de 360 MW, também teve sua construção iniciada, e as primeiras turbinas devem ser entregues ainda em 2018.

“Ambos os projetos possuem a GE Renewable Energy como fornecedor dos aerogeradores e confiamos no compromisso da GE em implantar os projetos dentro do plano de negócios acordado, reforçando o comprometimento entre as duas empresas”, afirmou o diretor-presidente da Engie Brasil Energia, Eduardo Sattamini, em nota à imprensa.

A turbina 2.5-116 da GE para Umburanas contará com torres de 90 metros de altura. Esta máquina oferece ganhos de eficiência ao parque eólico, maximizando a produção de energia, reduzindo o gasto de infraestrutura e fazendo com que um custo de eletricidade seja ainda mais competitivo e nivelado pelo vento. A produção de energia da turbina é aumentada em até 32% em 8,5 m/s, em comparação com 1.7MW da GE.

Presente em cerca de 70 países, a Engie conta com 150 mil colaboradores em todo o mundo e obteve receitas de € 66,6 bilhões em 2016. No Brasil, a Engie é a maior produtora privada de energia elétrica, operando uma capacidade instalada de 11.059 MW em 31 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país.  O grupo possui 90%de sua capacidade instalada no Brasil proveniente de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa, posição que tem sido reforçada pela construção de novas eólicas no Nordeste e por uma das maiores hidrelétricas do país, Jirau (3.750 MW), localizada no rio Madeira e que foi inaugurada em dezembro de 2016. O grupo também atua na área geração solar distribuída e oferece serviços relacionados à energia, engenharia e integração de sistemas, atuando no desenvolvimento de sistemas de telecomunicação e segurança, iluminação pública e mobilidade urbana para cidades inteligentes, infraestruturas e a indústria de óleo e gás. Contando com 2.100 colaboradores, a Engie teve no Brasil em 2016 um faturamento de R$ 6 bilhões.  No Rio Grande do Sul, a Engie está construindo a UTE Pampa, em Candiota, de 340 MW e investimento total de R$ 1,8 bilhão, fruto do leilão de energia A-5, realizado em 28 de novembro de 2014.
Para demais informações acesse: https://www.gerenewableenergy.com/

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui