Itapoá investe R$ 360 milhões e dobra a capacidade instalada com a conclusão da primeira fase de expansão

0
73
Crédito: Divulgação

Localizado no Norte de Santa Catarina, o Porto Itapoá acaba de dobrar sua capacidade instalada, atingindo 1,2 milhão de TEUs/ano. A inauguração dessa nova fase acontecerá no próximo dia 9. As obras de ampliação, iniciadas em 2016, contemplam 100 mil m² adicionais de pátio e 170 metros de píer. Passa a ter uma das maiores capacidades instaladas de movimentação de contêineres da região Sul. A nova estrutura exigiu investimento de R$ 360 milhões e vai gerar 300 novos postos de trabalho a partir deste ano.

Cassio Schreiner, diretor presidente do terminal, destaca os índices de produtividade e agilidade do porto. “Trabalhamos com um dos melhores índices de MPH (Movimentos Por Hora) do País, com recordes que chegam a mais de 150 MPH. Além disso, nossos indicadores de liberação de cargas também tem sido um dos mais ágeis dentre os portos brasileiros”, ressalta. A expectativa é de que a capacidade instalada seja completamente utilizada até o fim de 2019.

Alternativa na cadeia logística

Em 2017, o Porto registrou acréscimo de 14% em sua movimentação total, em relação ao ano interior, incluindo exportações, importações, cabotagem, transbordos e contêineres vazios. A previsão para 2018 é que o desempenho fique 22% acima do obtido no ano passado

Quinto terminal em movimentação de contêineres no Brasil entre janeiro a abril de 2018, de acordo com dados da Agência nacional de Transporte Aquaviário, Itapoá atua com cargas que têm como origem ou destino todos estados da região Sul, além de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraguai.  “Ao longo do ano, atendemos às diversas regiões de maneira bem distribuída, o que coloca o porto como uma alternativa logística para a maior parte da cadeia produtiva nacional”, informa Cassio.

Nova expansão no horizonte

O projeto original previa o início da ampliação para 2018, mas devido à estratégia comercial e a alta demanda de mercado, as obras iniciaram dois anos antes do previsto. “Os excelentes indicadores de produtividade e agilidade dos serviços alcançados também contribuíram para que, em apenas três anos de operação, pudéssemos iniciar os trabalhos de expansão, culminando com o início da obra em outubro de 2016”, reforça Cassio.

De acordo com o presidente do Porto Itapoá, a terceira fase do empreendimento prevê 200 mil m² adicionais de pátio (já com aterro concluído) e um novo berço de atracação com 410 metros. A evolução desta obra está prevista para os próximos três anos. O terminal iniciou suas obras em 2007 como um projeto greenfield (incipiente). Em 2011, deu-se início as operações, com capacidade instalada para movimentar 500 mil TEUs anuais. Em dois anos de operação essa capacidade já tinha sido superada anualmente, dando condições e viabilidade para o Porto Itapoá iniciar seu processo de expansão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui