Obras federais dependem de R$ 240 milhões para retomar ritmo normal no RS

0
1227
Ricardo Portella

Ricardo Portella, presidente do Sindicato das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentos e Obras de Terraplenagem (Sicepot-RS), informou a Modal que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) precisa repassar ao estado cerca de R$ 240 milhões para a retomada do ritmo normal de execução das obras da BR-116, da nova ponte do Guaíba e da travessia de Santa Maria.

Os dois primeiros empreendimentos necessitam de R$ 100 milhos, cada um, enquanto a obra de Santa Maria depende de um repasse de R$ 40 milhões para a sua continuidade. Caso contrário, os serviços das empreiteiras devem ser suspensos a partir do mês de outubro, informou Portella. A maior obra viária de Santa Maria completou 24 meses de execução. Pouco mais de 25% das obras da duplicação já estão concluídas, segundo o Dnit. Dos R$ 309 milhões previstos para duplicar os 14,5 km, já foram aplicados R$ 81,1 milhões.

Em relação a BR-116, Portellla explicou que a obra já foi totalmente desmobilizada, podendo ser retomada apenas a partir de 2017. “Todas as empreiteiras responsáveis pelos nove lotes do empreendimento já retiraram as suas máquinas e funcionários”, concluiu.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui