Projeto da Votorantim Metais em Caçapava do Sul garante menor impacto ambiental

0
1434
Engenheiro Paul Cézanne Pinto/Divulgação Votorantim

Até o final deste ano, a Votorantim Metais devera completar um total de R$ 11 milhões em pesquisas no Projeto Caçapava do Sul que estuda a viabilidade de extração de minérios polimetálicos – zinco, cobre e chumbo – no distrito de Minas do Camaquã, em Caçapava do Sul, localizado no Passo do Cação, a cinco quilômetros da Vila de Minas do Camaquã. O projeto irá demandar cerca de R$ 322 milhões e a expectativa de geração de 450 empregos diretos. O início da operação comercial está previsto para 2019.

Em janeiro de 2016, a empresa protocolou o Estudo de Impacto Ambiental (EIA-Rima) na Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Duas audiências públicas já foram realizadas: uma em  Minas do Camaquã e outra em Caçapava do Sul. Paralelo a isto, estão sendo desenvolvidos os estudos de engenharia necessários para a segunda etapa do empreendimento, o FEL2, ou estudo de pré-viabilidade.

De acordo com o líder do projeto, Paul Cézanne, toda a concepção do empreendimento buscou garantir o menor impacto ambiental na área diretamente afetada.  A água que abastecerá a planta será captada do Rio Camaquã e também da chuva. O projeto tem como meta 100% de recirculação de água, sem descartes ao meio ambiente. A tendência é que a captação diminua gradualmente, reduzindo a dependência do rio. Já os rejeitos gerados no processo serão espessados e dispostos em pilhas a seco – uma tecnologia inovadora, com custo maior, porém mais segura do ponto de vista ambiental que substitui a tradicional barragem com água.
A energia elétrica do empreendimento virá de uma subestação própria, com uma linha de transmissão a ser construída pela Votorantim Metais Holding. Futuramente, caso haja interesse, essa linha poderá ser utilizada para o abastecimento da região do município de Caçapava do Sul, informou Cézanne.

Mão de obra

“A empresa também tem como diretriz buscar a mão de obra no local onde atua. Neste projeto não será diferente. Caso seja confirmado, o empreendimento terá como foco a contratação de pessoal local”, acrescentou.

Desde 2008, a  Votorantim Metais Holding está na região de Minas do Camaquã,  realizando pesquisas e sondagens. Até 2008, os trabalhos eram desenvolvidos pela Mineração Iamgold Brasil, empresa que faz parte da joint venture com a VMH, a qual detém 70% do empreendimento.

Estima-se que o depósito tenha 29 milhões de toneladas de reserva mineral. A produção prevista é de 36 mil toneladas/ano de chumbo contido, 16 mil toneladas/ano de zinco contido e 5 mil toneladas/ano de cobre contido. A produção de cobre e chumbo serão exportadas pelo Porto de Rio Grande. Já o zinco será transportado para as metalúrgicas da Votorantim Metais, localizadas nas cidades mineiras de Juiz de Fora e Três Marias.

Sustentabilidade

A sustentabilidade integra a estratégia de negócio da Votorantim Metais Holding. A companhia trabalha alinhada ao Instituto Votorantim para contribuir com o desenvolvimento das comunidades onde está presente, mesmo antes do início da operação. Desta forma, em Caçapava do Sul, já foi dado início aos projetos Parceria Votorantim pela Educação (PVE) e Apoio à Gestão Pública (AGP), que preveem, respectivamente, a realização de iniciativas para a melhoria da educação e a modernização da gestão pública.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui