Abrapch diz que a proposta de reforma tributária do governo quadruplicará impostos para o setor

0
186
Paulo Arbex, presidente da Abrapch

Em nota à imprensa, Paulo Arbex, presidente da Abrapch (Associação Brasileira de PCHs e CGHs), afirmou hoje que a reforma tributária pretendida pelo governo federal poderá implicar em um aumento de impostos para o setor de até quatro vezes o que se paga atualmente. Conforme Arbex, um dos pontos mais sensíveis do projeto do governo é a substituição do PIS e da Cofins por um imposto com alíquota única de 12%.

“Isso pode quadriplicar os valores pagos em impostos pelo setor, que recolhe aproximadamente 3,65% em PIS/Cofins sobre Bens e Serviços”, afirmou Arbex. Segundo ele, o setor pretende levar ao ministério da economia uma contraproposta para que esse novo imposto leve em consideração o conceito da progressividade. Isso evitaria prejudicar as empresas de menor porte.

“Estamos de fato preocupados com os modelos que estão sendo discutidos. Em nosso entendimento esse imposto tem que seguir o conceito da progressividade. Quem tem menos, paga menos”, pontuou Arbex.

Arbex acredita que a proposta mais discutida sobre o assunto no Ministério da Economia, apontando para um aumento da alíquota e compensação em créditos para que empresas de segmentos mais afetados pelo imposto possam abater na compra de equipamentos – não beneficiará o setor. “Precisaríamos ter pelo menos umas quatro ou cinco faixas de acordo com o faturamento”, afirma.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui