Aneel abre diálogo com o mercado para reavaliar empreendimentos hidrelétricos abandonados

0
178
Ana Claudia dos Santos, superintendente adjunta de CAG da Aneel/Revista Modal

Disposta a encarar o desafio de aumentar em 45% a capacidade de geração nos próximos 10 anos, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está desenvolvendo o projeto denominado Inventário Hidrelétrico Participativo. A ideia é dialogar com o mercado e demais setores. Primeiro com os órgãos ambientais estaduais e depois com o Ibama, Ministério do Meio Ambiente e Ministérios Públicos federal e estaduais, informou Ana Cláudia Cirino dos Santos, superintendente adjunta de Concessões e Autorização de Geração da autarquia.
“O que se percebe é que não adianta a Aneel trabalhar para destravar projetos, é preciso   viabilidade econômica”, afirmou.  “Quando percebemos que existe essa dificuldade oriunda de vários aspectos, resolvemos conversar com os órgãos ambientais, o que se iniciou com a Fepam. Assim, será possível identificar os aspectos ambientais que são intransponíveis e inviáveis”.
A Aneel também firmou parceria com a EPE para revistar antigos projetos de empreendimentos hidrelétricos de maior porte que se encontram  disponíveis para identificar custos e benefícios sócio-econômicos para sua inserção na matriz energética. Ana Cláudia participou do 3º Seminário- O Potencial das Centrais Hidrelétricas, promovido pelo Comitê de Monitoramento à Implantação do Programa Gaúcho de Incentivo às Pequenas Centrais Hidrelétricas (Compech).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui