Certel investe R$ 11,5 milhões em sua quinta subestação, e garante energia para cerca de 12.500 consumidores

0
121
Subestação Forquetinha/Divulgação

A Certel vai investir cerca de R$ 11,50 milhões na construção de sua quinta subestação, em Vila Storck, Forquetinha, na divisa com o município de Lajeado.  A obra, que se iniciou em 1º de junho e deve ser finalizada em dezembro, está situada a 10 quilômetros da subestação de Lajeado e a 20 quilômetros da subestação de Canudos do Vale, pertencentes à cooperativa.

Segundo o presidente da Certel, Erineo José Hennemann, a subestação garantirá autonomia de energia para os próximos 15 anos aos seus associados.

Os recursos serão financiados pelo Sicredi Integração RS/MG  e o empreendimento atenderá os municípios de Lajeado, Santa Clara do Sul, Forquetinha, Sério, Travesseiro e Marques de Souza, perfazendo cerca de 12.500 consumidores.

“Em uma região desenvolvida como a nossa, a demanda por energia elétrica será cada vez maior. Por isso, temos de propiciar a garantia de o associado, ao ligar uma chave, ter a certeza de que a Certel está lhe atendendo de acordo com as normas de qualidade, e ainda com uma tarifa 30% menor que a das concessionárias”, acrescentou José Hennemann.

A visão dos prefeitos

Segundo o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, não há como projetar a expansão de empresas e atração de novos investimentos sem a garantia energética que é fundamental nos dias de hoje. “Lajeado e o Vale do Taquari agradecem e parabenizam pela visão de futuro da Certel, que é mais um pilar sólido para continuarmos nossa trajetória de estímulo à qualidade de vida”, pontuou.

Para o prefeito de Santa Clara do Sul e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Paulo Cezar Kohlrausch, a base do desenvolvimento da região depende do abastecimento energético. “E nesse insumo estamos muito bem servidos graças à Certel. Esse espírito cooperativo que faz com que os associados e clientes sejam vistos como pessoas e não como números é que faz toda a diferença”, afirmou.

Interligação por anéis

O diretor de planejamento, engenharia e regulação, Ernani Aloísio Mallmann, observa que a subestação de Lajeado chegou ao seu limite. Além de potencializar o fornecimento para os municípios mais interioranos, a nova subestação possibilitará a interligação de alimentadores em sistema de anéis, garantindo transferência automática de energia por outra fonte caso alguma seja prejudicada.

A subestação de Forquetinha receberá o transformador repotencializado, com 26 MVA, recentemente retirado e substituído na subestação de Teutônia. “O investimento atenderá o crescimento do consumo na área da Certel, principalmente, considerando-se o alívio de carga que haverá nas subestações de Lajeado, com 24.500 unidades consumidoras, e também na de Canudos do Vale, com 14.500”, afirma.

No momento, a Certel conta com  quatro subestações: Lajeado (41,6 MVA), Teutônia (43,2 MVA), São Pedro da Serra (35 MVA) e Canudos do Vale(28 MVA

Licenciamento recorde

O licenciamento ambiental da nova subestação obteve aprovação recorde em 42 dias pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), com base numa integração entre equipes de engenharia e meio ambiente. De acordo com o coordenador ambiental da Certel, Ricardo Jasper, não há supressões vegetais em todo o projeto, como nenhuma instalação próxima de APP, apenas uma mínima movimentação de solo. (Com informações da assessoria de imprensa da Certel)

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui