Hydrofall embala no incremento de demanda de centrais hidrelétricas e prevê crescimento de 10% para este ano

0
328
PCH Macacos

Uma procura acima da média por serviços de gestão de obra e engenharia de proprietário, no setor de PCHs e CGHS, constatada ainda em 2020, continua no mesmo ritmo nas primeiras semanas de janeiro deste ano. A HydroFall Consultoria, de Rio do Sul (SC),  especializada em projetos de energia renovável, quando  iniciou suas atividades, em 2010, deparava-se com raros contratos desse tipo.  Hoje registra uma demanda bem maior, que já responde por 70% de suas receitas, especialmente pelo seu histórico de entrega de obras, que reúne cerca de 1.500 MW de empreendimentos, nos mais diferentes estágios, desde inventários, projetos básicos, implantação de obras, operação e manutenção.

“Com as margens mais apertadas no segmento de hidroeletricidade, os empreendedores passam a ter maior noção sobre o valor agregado que uma boa gestão traz aos projetos”, assinala Daniel Faller, CEO da empresa.  “E isso resulta em maior tranquilidade para o empreendedor, tanto no aspecto técnico quanto financeiro”, acrescenta.

Com a expertise adquirida em desenvolvimento de projetos, implantação de obras e operação de ativos de geração de energia, a Hydrofall oferta para seus clientes soluções completas e personalizadas para usinas dos mais variados portes, completa Faller.

“Em muitos projetos atuamos na gestão do integral, garantindo ao cliente a implantação dentro de prazos e custos muito competitivos.”

Entre seus últimos contratos, em dezembro de 2020  a Hydrofall liberou a PCH Macacos (9,9 MW) para o início de operação em testes. E, no momento, finaliza as atividades para solicitar o início de sua operação comercial.  Em outubro de 2020, foi finalizada também a obras da PCH Ponte Branca (10,5 MW). Em execução, onde é responsável pela engenharia de proprietário dos equipamentos eletromecânicos, a Hydrofall toca a PCH Nova Guaporé (14 MW). Ainda, no atual, semestre deve iniciar as obras da PCH Três Capões (10 MW).

Em 2020, a empresa  manteve o mesmo nível de faturamento do ano anterior. Todavia, com um custo operacional menor em razão da redução do número de viagens e redução de despesas com a alocação do pessoal em home office. “Como atuamos exclusivamente na área de serviços,  a pandemia nos trouxe uma obrigação de otimizar alguns processos em nosso modelo de gestão, sem resultar em perda direta de receita”, afirma.

“Logicamente, os efeitos da Covid-19 foram bastante prejudiciais ao andamento das obras com falta de insumos e restrição de atividades em determinados momentos, mesmo assim conseguimos cumprir nossas metas do ano.”

Com uma série de pedidos em carteira e ótimas perspectivas de novos contratos, a Hydrofall projeta um incremento de 10% nas receitas, em comparação ao ano anterior. “A tendência do mercado é de plena expansão. Esperamos que os resultados dos leilões de 2021 reflitam o momento que o setor elétrico passa, com a elevação gradativa do consumo e níveis muito baixos de armazenamento de energia”, afirma. E completa:  “Uma condição importante para fazer o segmento manter o desempenho crescente que vem apresentando nos últimos anos é a precificação adequada para a energia, especialmente para as pequenas hidrelétricas.”

Em relação à financiabilidade do setor, Faller vê a redução da taxa básica de juros como fator que alterou bastante esses cenários nos últimos meses. “Se de um lado as instituições que tradicionalmente financiam esse tipo de projeto não conseguiram reduzir expressivamente suas taxas de juros, outras modalidades de financiamento começam a se tornar mais factíveis para o setor”, completa.
Lembra ainda  o crescente interesse sobre a emissão de debêntures, na estruturação de fundos de investimento em energias renováveis e até mesmo no investimento de capital de forma direta, como alternativas aos financiamentos tradicionais. “Um ponto que ainda afeta muito a financiabilidade de projetos é a questão do GSF, que precisa de uma solução de longo prazo para dar mais segurança para investidores e agentes financeiros”, conclui.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui