Interlink Cargo mantém crescimento no Mercosul mesmo com a crise da Argentina

0
192
Francisco Cardoso, presidente da Interlink/ Divulgação

Mesmo com a crise da Argentina, que afetou em grande escala o Brasil, a Interlink Cargo, com sede em Cachoerinha (RS), líder no sul do país no setor de transporte rodoviário de cargas para os países do Mercosu, encerrou o primeiro semestre com um incremento de 20%, em comparação a igual período do ano passado. Tal desempenho, em uma conjuntura que provocou uma redução de 25% do comércio entre Brasil e Argentina nos últimos doze meses, foi assegurado graças à diversificação de produtos, relatou a MODAL o presidente da empresa, Francisco Cardoso.

Apesar de concentrar quase 60% das importações e exportações para a Argentina, a empresa percebe maior incremento na demanda, sobretudo do Paraguai, vindo a seguir Uruguai e Chile.  Entre as suas linhas de produtos para o Mercosul, a empresa transporta itens da indústria automobilística, química, calçados, têxteis, matérias-primas, queijos e vinhos.

Para o segundo semestre, Cardoso prevê um crescimento menor na movimentação de cargas, devido não somente ao fato de não se materializar o crescimento da economia no Brasil, mas igualmente ainda em consequência da crise Argentina.  Mesmo considerando o fechamento de “dois grandes negócios” que ele prefere ainda não divulgar, o desempenho do segundo semestre ficará abaixo dos 20% alcançados no primeiro semestre.   Sobre o acordo do Mercosul com a União Europeia (UE), Cardoso  ainda mantém dúvidas sobre os seus reais efeitos na economia do Brasil. “O fato é que vai entrar um novo jogador no mercado e não sabemos como ele vai jogar”, avalia. “Agora, se o mercado crescer, nós vamos crescer juntos, não tenham dúvidas”, acrescenta.

Com 28 anos de atuação, recentemente completados, e dona de uma clientela formada em sua maioria por grandes indústrias, a Interlik opera com frota de caminhões própria(não informada) e terceirizada,  em sua matriz no distrito industrial de Cachoeirinha, no qual mantém um armazém de 15 mil metros quadrados. Com cerca de 100 funcionários, a companhia opera em unidades de São Paulo, Uruguaiana(RS) e Itajaí (SC), além de estruturas comerciais nos países do Mercosul.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui