Tecnologia da Loggi avança em Porto Alegre

3
1174
Travessia Getúlio Vargas (Ponte do Guaiba) - Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Novembro 2003

Depois de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba, Porto Alegre é a quinta capital brasileira a receber a plataforma digital de entregas expressas desenvolvida pela Loggi, na qual é possível fazer o acompanhamento do motoboy em tempo real. Desde o ano passado a empresa atua na capital na entrega de documentos e objetos pequenos. Os resultados expressivos motivaram a abrir mais uma frente de serviços, com entregas para restaurantes e comércio, como farmácias e floriculturas no decorrer do próximo semestre.

A Loggi nasceu em dezembro de 2013 com a finalidade de oferecer um serviço único que reúne a agilidade e a conveniência das tecnologias digitais com a experiência offline de alto nível. “O principal objetivo da plataforma é transformar o setor de logística de entregas no Brasil, unindo tecnologia de ponta com qualidade de serviços para criar uma experiência única em entregas”, pontua Juliana Clemente, diretora de operações. “Porto Alegre é uma das principais metrópoles do país e tem uma grande oportunidade no setor de logística.

Revolução no cenário virtual

A empresa oferece três produtos. O primeiro focado em entregas de documentos para empresas via motoboy. Depois surgiu o LoggiPro, serviço inédito de entregas expressas para e-commerce. No ano passado, foi lançado o Presto, que revoluciona o mercado de delivery ao aliar o serviço de entrega expressa sob demanda com meio de pagamento. Sobre e-commerce, Juliana conta que a empresa revolucionou completamente o cenário de comércio virtual brasileiro com o same day delivery (ou entregas no mesmo dia), que já funciona em grandes lojas online, como Dafiti e Netshoes.

Gerenciamento adequado de pedidos

“A qualidade da experiência de compra impressiona o consumidor e acreditamos que esse será o modelo padrão de entregas dentro de alguns anos”, informa a executiva. “Para este ano, a ideia é ampliar as entregas de e-commerce para toda região Sudeste com a mesma eficiência que já temos na Grande São Paulo, e para isso, possivelmente faremos a transferência da carga entre capitais via aérea”, complementa.

Poder solicitar motoboys de acordo com a demanda é algo que também atrai muitos clientes, já que possibilita gerenciar os pedidos de forma adequada, e mais econômica, às suas operações – uma vez que não precisam gerir times que ficariam boa parte do tempo ociosos e não conseguem atender toda a demanda nos momentos de pico, conta Juliana. Por ser um marketplace, a Loggi intermedia a relação entre quem pede o serviço (usuário) e quem fornece o serviço (motofretistas). Com isso, a Loggi repassa, em média, 80% do valor total do pedido ao motofretista e 20% são retidos como taxa de uso da plataforma.

Alto nível de aprovação

Atualmente conta com 15 mil clientes nas cinco capitais e nas três verticais de atuação, sendo que 90% são empresas de diferentes portes e segmentos. Entre os principais clientes estão Atlas Schindler, Samsung, Google, Linkedin, B2W, BRF, Dafiti, dentre outros. O percentual de clientes que indicariam a Loggi para um conhecido é de 79,9%, de acordo com uma pesquisa realizada em novembro passado. “É um índice de satisfação realmente alto”, enaltece a executiva.

Por Guilherme Arruda

 

 

3 COMMENTS

  1. Excelente a reportagem do Arruda sobre a Loggi, um texto agradável de ler com informações que eu desconhecia.

    O site está maravilhoso, com bons artigos e rápida navegação

    • Caro Enio. Ficamos lisonjeados com suas palavras. Aproveito para reforçar o convite para que continue prestigiando nossas matérias. É muito bom tê-lo como leitor. Abraço

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui