Mux Energia, de Tapejara, é tetracampeã do prêmio IASC da Aneel

0
308
PCH da Mux Energia/Divulgação

A Mux Energia – Muxfeldt, Marin & Cia. Ltda., distribuidora de energia que atua  nas cidades de Tapejara e Ibiaçá (RS), com área de concessão de 17,26 km² , é tetracampeã do Prêmio Iasc  Brasil (Índice Aneel de Satisfação do Consumidor),  na categoria de até 400 mil unidades consumidoras, com nota máxima de 83,45 pontos. A informação foi divulgada na última quinta-feira pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Única representante do Rio Grande do Sul na premiação, a Mux Energia é uma das mais antigas empresas do setor energético do estado.

Na época de sua implantação, em 1944, Tapejara, então distrito de Passo Fundo, era uma pequena vila isolada do sistema energético do estado. A construção da usina Avante significou um marco histórico no desenvolvimento da região.

Affonso Muxfeldt, Giácomo Marin e João Manuel Bernardes, os três oriundos de Tapejara, se embrenharam no mato, às margens do rio Ligeiro, à procura de um local para a construção de uma usina hidroelétrica. Encontrado o local adequado, resolveram formalizar a sociedade e dar início ao empreendimento com capacidade de geração de 80 Kilovoltampere (kVA).

Ao final de 1947, devido ao aumento de demanda, os sócios da Muxfeldt, Marin & Cia. decidiram pela ampliação da capacidade geradora, construindo outra usina, 500 metros abaixo da primeira, aproveitando parte de sua estrutura, com um gerador de 312 kVA, que entrou em operação no inicio de 1950.

Com a emancipação em 1955, o ritmo de crescimento de Tapejara aumentou e alguns anos depois a nova usina já não produzia o suficiente para atender a demanda dos dois municípios. Em 1965, a CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) instalou uma linha de transmissão de Desvio Englert – Sertão – Tapejara, aportando o suprimento necessário à Muxfeldt, Marin & Cia. e, em seguida, dando também atendimento a Água Santa e Charrua.

A usina foi desativada em 1992 por ter sido destruída por uma grande enchente no rio Ligeiro, passando a empresa a ser apenas distribuidora de energia elétrica. Em 2001 entrou novamente em funcionamento a Usina hidroelétrica Avante que foi totalmente reconstruída, automatizada e equipada com uma turbina com potência de 1.000 Kw e um gerador com potência de 1.250 KWA e tensão de 380 V. Está localizada às margens do rio Ligeiro, no município de Ibiaçá. A geração própria corresponde atualmente a aproximadamente 10% do total da energia consumida na área de concessão, com o restante sendo fornecido pela Copel.

Dona da melhor tarifa do RS, a empresa planeja investir R$ 20 milhões na construção de três PCHs com um total de 6 MW de potência, segundo informa o seu presidente, Rogério Zimmermann Döering.   Em 2018, a Mux Energia teve uma receita de R$ 37,5 milhões, diante de R$ 32,6 milhões do ano anterior.

Para a 18ª edição da pesquisa, o regulamento do Prêmio Iasc foi revisado e a categoria Iasc Brasil Concessionárias foi dividida em duas: Iasc Brasil até 400 mil unidades consumidoras e Iasc Brasil acima de 400 mil unidades consumidoras. Também foi instituído um escore mínimo de 60 pontos para que as distribuidoras sejam premiadas. O índice foi aferido por meio de pesquisa de opinião realizada com consumidores de todo o Brasil. A pesquisa foi realizada no período de 19 de agosto a 1º de novembro de 2017. Foram entrevistados 24.926 consumidores residenciais, de forma presencial domiciliar, de 584 municípios atendidos pelas 96 distribuidoras, sendo 58 concessionárias e 38 permissionárias. Divulgado anualmente pela Aneel desde 2000, o Iasc retrata o grau de satisfação do consumidor em relação à qualidade dos serviços prestados pelas distribuidoras de energia elétrica e tem o propósito de estimular a busca pela melhoria contínua. A Aneel premia desde 2002 as distribuidoras mais bem avaliadas.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui