Operadora alemã Fraport ganha leilão e vai administrar Salgado Filho

0
722
Stefan Shulte,presidente da Fraport AG/Divulgação

A operadora alemã Fraport ,do Aeroporto de Frankfurt, foi a grande vencedora do leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ao arrematar, na terceira rodada de privatização do governo brasileiro, os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza. Ao total, a empresa opera 13 aeroportos, além de Frankfurt, em locais como Antalya (Turquia), Lima (Peru), e Varna e Burgas na Bulgária. “Estamos ansiosos para começar em breve nos aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre, com o trabalho”, comentou o presidente da Fraport AG, Stefan Schulte, eufórico com a conquista de sua empresa. “Com a nossa experiência, vamos continuar a desenvolver ambos os aeroportos no interesse do Brasil de forma significativa.” No leilão, o governo brasileiro arrecadou com a licitação dos aeroportos de Salvador, Fortaleza, Florianópolis e Porto Alegre um total de R$ 1,459 bilhão com o leilão, considerando apenas o valor inicial de outorga, a ser pago nas assinaturas dos contratos de concessão. Isso corresponde a um ágio de 93,7% em relação ao montante mínimo inicial previsto de R$ 753,5 milhões.

Considerando o valor total da outorga que os futuros concessionários deverão pagar ao longo dos até 30 anos de contrato, o montante fixo de outorga é de R$ 3,7 bilhões, o que representa um ágio de quase 25% em relação aos R$ 3 bilhões inicialmente planejados..

Para Fortaleza a operadora alemã ofereceu R$ 425 milhões, o que corresponde a um ágio de 18% em relação ao montante mínimo inicial previsto, de cerca de 360 milhões. Para Porto Alegre, ofereceu R$ 290,512 milhões, montante 852% maior que os cerca de R$ 31 milhões iniciais.

Já a francesa Vinci Airports levou o aeroporto de Salvador, ao oferecer R$ 660,943 milhões, o que corresponde a um ágio de 113% ante o valor mínimo de R$ 310 milhões.

Por fim, a Zurich ficou com o terminal de Florianópolis, com um lance de R$ 83,333 milhões, o que corresponde a um ágio de 58% ante um valor mínimo de R$ 52,75 milhões.

Tráfego aéreo na América Latina se multiplicará por três

 

Segundo a CAF, um dos grandes bancos de fomento da América Latina, nos próximos anos se verão grandes transformações nos aeroportos na zona. O tráfego dos terminais crescerá em torno de 5% ao ano durante os próximos 25 anos, o que significa que o movimento atual se multiplicará por três, até chegar a 1,7 bilhão de passageiros por ano em 2040.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui