Brasil está na vanguarda mundial no uso da tecnologia 5G para serviço móvel

0
111
Foto: Alejandro Escamilla

“A faixa de 700 MHz está em nosso horizonte próximo para leilão, possivelmente ainda em 2018”. A afirmação é do presidente da Anatel, Juarez Quadros, sobre as perspectivas para uso de frequência nos serviços de telecomunicações. Dos 58 projetos regulatórios que serão iniciados ou aprovados pelo Conselho Diretor da Anatel até o final deste ano, 20 estão relacionados à gestão do espectro, com destaque especial para a tecnologia 5G.

Juarez Quadros disse que o Brasil está na vanguarda mundial no uso eficiente e racional do espectro, e poderá ser um dos pioneiros da 5G para serviço móvel em 2020. “O tempo entre o desenvolvimento dos padrões da tecnologia e a implementação no Brasil tem diminuído”, comentou, acrescentando que a regulamentação deve facilitar a introdução de novas tecnologias, ser tecnologicamente neutra, incentivar a competição e ser atualizada.

Mais conectividade

Segundo ele, também está sendo avaliada a utilização de recursos para a solução de interferências na faixa de 3,5 GHz, especialmente na recepção de TV aberta por satélite em banda C, do mesmo modo que no processo de digitalização da faixa de 700 MHz.

O presidente da Anatel disse que os padrões 5G serão muito mais do que uma evolução das redes móveis. Ela vai viabilizar novos serviços e aplicações por meio de integração de recursos de rede em uma infraestrutura unificada, de modo a oferecer conectividade com grande cobertura e disponibilidade para redes de Informação como IoT, IA, Big Data e Indústria 4.0, abrangendo coisas e pessoas.

Existe um esforço internacional para explorar de forma cada vez mais eficiente o uso do espectro, disse, “diante de uma realidade inevitável: a interconexão de pessoas e coisas em redes de telecomunicações é um movimento sem volta”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui