Diretor geral do Dnit visita obra da BR-285 em Santa Catarina

0
298

O diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira, deverá visitar as obras da BR-285, em Santa Catarina, nesta sexta-feira. Iniciadas no final de 2016, as obras do lote 2, em um total de 22,062 quilômetros, estão sendo executadas pelo Consórcio Setep-Ivaí-Sotepa, incluindo a construção de duas pontes e quatro viadutos, implantação de um contorno na área urbana do município e a pavimentação da Serra da Rocinha.
Até julho último haviam sido executadas 21,8% do cronograma, com investimentos de R$ 60 milhões, de um total estimado em R$ 101 milhões. A conclusão está prevista para outubro de 2018.
O segmento licitado atravessa região rural com poucas travessias urbanas. Do km 33,8 ao km 42, a rodovia se desenvolve em região ondulosa, com velocidade diretriz de 60km/h. Já do km 42 ao km 55,8 a rodovia atravessa uma região montanhosa, com velocidade diretriz de 30km/h e pavimento rígido a fim de suportar as pesadas inclinações e raios poucos desenvolvidos. A seção transversal da rodovia terá uma pista com duas faixas de rolamento de 3,50m cada e acostamentos em ambos os lados com 2 metros de largura, totalizando 11 metros de largura pavimentada.
No Lote 1, em São José dos Ausentes, na Serra Gaúcha, ainda não licitado, são 8,376 quilômetros de traçado independente do trecho existente. Com 400 metros de extensão, a principal obra de arte prevista para este segmento é a ponte sobre o rio das Antas, que também terá a função de passagem de fauna.

Serviços em andamento:
– Contorno: terraplenagem (camadas finais do aterro) em execução e drenagem concluída nos segmentos atacados. Há 1,8 mil metros sem autorização dos proprietários para obras.- Perímetro urbano: obras de drenagem e pontes sobre os rios Rocinha (meso e superestrutura em execução) e Serra Velha (concluída, faltando apenas a laje de transição).- Serra da Rocinha: terraplenagem (escavação de solos e rochas), obras de drenagem e viadutos em construção. Supressão vegetal está em fase final de execução.

  • Viadutos na serra:
    Viaduto 1: meso e superestrutura em execução;
    – Viaduto 2: sem atividades;
    – Viaduto 3: iniciando fundações;
    – Viaduto 4: fundações em execução.
  • Cronograma/próximas etapas: executando camadas finais da terraplenagem no trecho liberado do contorno e pé da serra para início da pavimentação (sub-base/base/camada drenante) prevista para outubro/2017.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui