Exportações de calçados fecha 1º quadrimestre com crescimento de 1,8% em volume e valor

0
84
Crédito da foto / Divulgação

As exportações de calçados no primeiro quadrimestre de 2018 somaram 40,36 milhões de pares embarcados, que resultou receitas de US$ 344,2 milhões. Os desempenhos tanto em volume quanto em valor, apresentaram alta de 1,8% quando comparado com o mesmo período do ano passado. Após três meses de queda, o mês de abril registrou crescimento de 18,4% em pares (9,87 milhões) e de 17,6% em valor (US$ 93,18 milhões). Os dados são da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

Heitor Klein, presidente-executivo da entidade, avalia que o resultado é um alento para os calçadistas, que iniciaram o ano amargando quedas consecutivas nos embarques (até março a queda foi de 3,4% em valores). “Os embarques de abril são provenientes das vendas realizadas nas primeiras feiras do ano, na Itália, Estados Unidos e Colômbia. Somente nesses eventos, foram alinhavados negócios na ordem de mais de US$ 63 milhões para 2018”, comenta o executivo.

Principais destinos

Para Klein, a expectativa é de que os embarques registrem leve incremento ante 2017, ano que encerrou com o embarque de 127 milhões de pares exportados para mais de 150 destinos. “Porém, tudo vai depender do comportamento do dólar ante o real. O valor atual, na casa de R$ 3,50 por dólar, dá condições para a formação de preços mais competitivos. O grande problema, e ponto de interrogação, é a falta de estabilidade da cotação cambial”, comenta.

O principal destino das exportações foi a Argentina, que ultrapassou os Estados Unidos em março. No período, foram enviados 3,72 milhões de pares que geraram negócios de US$ 58,36 milhões, que representou um incremento de 20,7% em pares e de 19,9% em receita no comparativo com igual ínterim de 2017. O segundo melhor destino foram os EUA, para onde foram enviados 3,8 milhões de pares por US$ 51 milhões, queda de 4,6% em volume e 20,8% em valor na relação com igual período de 2017. O terceiro destino foi a França. Os franceses compraram 3 milhões de pares por US$ 21 milhões, alta de 54,3% em pares e de 21,5% em receita no comparativo com 2017.

Gramado reúne empresas

O Rio Grande do Sul segue como principal exportador de calçados do Brasil. Os gaúchos embarcaram no quadrimestre 9,56 milhões de pares que geraram US$ 154 milhões, alta de 4,4% em volume e de 4,3% em dólares em relação a igual período do ano passado. O segundo exportador do período foi o Ceará, de onde partiram 16 milhões de pares pelos quais foram pagos US$ 88,26 milhões, altas de 7,8% em pares e de 5% em receita na relação com 2017.

O 27º Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC), que acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio, em Gramado, reunirá 1,6 mil marcas que apresentarão suas coleções de primavera-verão 2018/2019. A previsão é de que mais de 15 mil pessoas – sendo 200 importadores dos cinco continentes – passem pelos pavilhões do Serra Park. “Esta será nossa maior feira. Acreditamos que o setor calçadista vai vivenciar uma experiência única, projeta o presidente da Merkator, promotora da feira, Frederico Pletsch.

O evento receberá duas ações do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui