Exportações gaúchas avançam 18% no primeiro trimestre

0
284
Porto do Rio Grande/ Divulgação

O Rio Grande do Sul encerrou o primeiro trimestre de 2017 com aumento de 18,13% nas exportações em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando US$ 3.317 bilhões, ante US$ 2.808 bilhões registrados em 2016. Pelo lado das importações, houve crescimento de 19,24% nas compras, somando US$ 2.113 bilhões entre janeiro e março deste ano. Dessa forma, o saldo comercial para os gaúchos foi de US$ 1.1 bilhão. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (6) pelo ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Dois terços das exportações gaúchas efetuadas neste primeiro semestre ficaram concentradas na área de bens intermediários (US$ 975,4 milhões), com destaque para insumos industriais (US$ 1.116 bilhão), alimentos e bebidas destinadas a indústria (US$ 567,2 milhões) e peças e acessórios de equipamentos de transporte (US$ 174,9 milhões). Destaque neste grupo foi o segmento de alimentos e bebidas, com incremento de 147,16% sobre o trimestre de 2016. A segunda maior alta foi o de peças e acessórios, com 21,50%. A venda de insumos industriais recuou 9,49% no comparativo entre os trimestres.

O segundo maior grupo de produtos embarcados para o mercado externo foi o de bens de consumo, com 29,40% de participação, sendo 5,25% de bens de consumo duráveis (US$ 174,2 milhões) e 24,15% de produtos de consumo não duráveis (US$ 801,1 milhões).

No ranking dos produtos mais exportados a soja ocupa a liderança na pauta gaúcha, totalizando US$ 407,391 milhões, correspondendo elevação de 235,61% sobre idêntico trimestre do ano passado (US$ 121,387 milhões). Outro item relevante em termos de crescimento foi o de automóveis, cujos embarques alcançaram US$ 126,0 milhões, ante US$ 48,763 em 2016.

O envio de produtos gaúchos neste primeiro trimestre de 2017 teve como principal destino a China (17,63%), depois a Argentina (11,09%) e os Estados Unidos (8,62%). Considerando os blocos econômicos, a Ásia concentrou 29,63%, a região da ALADI, 29,56% e a União Europeia 13,59%.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui