Prefeitura de Estrela planeja construção de um Porto Multimodal

0
114
A área de influência do porto abrange a região central, norte e nordeste do RS, atendendo a 40 municípios localizados nos vales do Jacuí e Taquari Crédito: Mauro Ayres - Arquiteto Urbanista

A prefeitura de Estrela pretende transformar uma área de quase 22 hectares, situada ao lado do porto fluvial do município, em um Porto Multimodal composto de Porto Seco para transporte rodoviário (pela BR-386, RSC-453, RS-129 e RS-130), interligado com a ferrovia e o Rio Taquari já existentes no local. A ideia é montar uma estrutura de 24,3 mil metros quadrados de área construída para atrair cargas de todo o estado, incluindo também o Porto de Rio Grande.

O modelo de negócio está na fase inicial de montagem, pois depende das tratativas em andamento junto ao governo do estado, proprietário da área. Procurado, o prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann, prefere não se manifestar sobre o projeto neste momento, mas há o entendimento de que o caminho para viabilização passa pela formação de uma PPP (Parceria Público Privada) como forma de atrair investidores.

Crédito:  Mauro Ayres - Arquiteto Urbanista
Crédito: Mauro Ayres – Arquiteto Urbanista

Desde 2014 é concessão estadual

O último registro de movimentação de carga em Estrela foi em abril de 2014, com o desembarque de 2,3 mil toneladas de fertilizantes. Entre 1991 e 2000, o porto público movimentou 6,450 milhões de toneladas e 872 mil toneladas no Cais Privado. O recorde de movimentação dos últimos sete anos foi em 2001, com total de 663,1 mil toneladas (97% foram granéis sólidos), de acordo com o ministério dos Transportes.

Em agosto de 2014, depois de mais de 30 anos sob administração da União, por meio da Secretaria dos Portos, o porto passou para concessão estadual, sendo administrado pela extinta SPH, e atualmente pela SUPRG (Superintendência do Porto de Rio Grande). O porto tem servido mais como uma plataforma logística para produtos que chegam de trem e saem de caminhão.

Perfil do porto

O porto tem calado máximo de 3,20 metros. As embarcações possuem no máximo 16 metros de boca por 110 metros de comprimento. Estas características das embarcações (calado, boca e comprimento) são em função da hidrovia e das dimensões da eclusa de Bom Retiro do Sul. O calado oficial da hidrovia do Rio Taquari é 2,50 metros na estiagem, podendo atingir máximo de 3,20 metros em Estrela, de acordo com o nível da água. As embarcações com calado de 3,20 metros conseguem transportar até três mil toneladas de carga ou 120 TEUs.

O cais de 585 metros, conta com sete berços de atracação, sendo três de importação de granel sólido, um de exportação de granel liquido, e três de exportação de granel sólido. Possui dois armazéns graneleiros de fundo plano, com capacidade estática para 38 mil toneladas e 12 mil toneladas, um silo vertical para 40 mil ton. (atualmente ocupado e operado pela CESA, mas não utiliza a hidrovia), um armazém para carga geral com 2.260 metros quadrados e pátio pavimentado para armazenar até 300 TEUs.

Os pontos fortes de Estrela são a sua capacidade de armazenagem, a sua capacidade de descarga nas moegas, a sua localização com acessos rodoviário e ferroviário. O ponto franco é estar limitado ao calado da hidrovia, máximo de 3,20 m, o que não permite que as embarcações carreguem a sua capacidade total.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome aqui